Press "Enter" to skip to content

Porque é que os pequenos satélites estão a revolucionar a exploração espacial?

Uma nova geração de empresas está a desenvolver foguetes para pequenos satélites, com a intenção de revolucionar o mercado para a exploração e conquista espacial de baixo custo.

Estes objetos voadores entram numa corrida espacial privada devido à necessidade de minimizar custos, recursos e tempo. Nesse sentido, estes dispositivos começam a invadir o mercado com um preço de aproximadamente 10 milhões de dólares para um lançamento.

A Rocket Lab, uma empresa aeroespacial americana com uma subsidiária na Nova Zelândia, cuja missão é desenvolver serviços de lançamento orbital comercial leves e rentáveis desde 2016, já anunciou um programa lunar para o seu pequeno foguetão Electron.

A Virgin Orbit, outra empresa do Grupo Virgin, informou que planeia fornecer serviços de lançamento para pequenos satélites e estabeleceu uma parceria com um grupo de universidades polacas para lançar até três missões a Marte com o seu veículo LauncherOne.

Esta fábrica foi formada em 2017 para desenvolver o foguetão LauncherOne, lançado do ar na Cosmic Girl, que já tinha sido um projeto da Virgin Galactic e programas que apostavam em novos sistemas de órbita por satélite usando tecnologia de ponta não oferecida pela indústria tradicional.

Estes foguetes são projetados para transportar pequenos satélites comerciais com uma frequência de lançamento muito alta. Na verdade, eles são capazes de se colocar em uma órbita sincronizada para o Sol (SSO) a 500 km de altitude com até 150 kg de carga útil.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *